Notícias

DIDU regressa ao Porto

 

 

A Federação Académica do Desporto Universitário em colaboração com a Federação Académica do Porto levam a cabo, no dia 21 de setembro, as atividades no âmbito do Dia Internacional do Desporto Universitártio. O encontro está marcado para o próximo sábado, na praia Internacional em frente ao Edifício Transparente, no Porto.

 

O programa do dia, que vai das 10 às 18 horas, inclui competição de andebol de praia, futevolei, voleibol de praia, futebol de praia, aulas de zumba e yoga, e ainda insufláveis no local durante todo o dia. As participações estão abertas a toda a comunidade, tal como aos representantes das várias associações académicas/estudantes e das instituições de ensino superior de todo o País.

 

De referir que o Dia Internacional do Desporto Universitário se assinala a 20 de setembro, tendo sido declarado pela UNESCO em 2016. Em Portugal, as comemorações estão a cargo da FADU que, nos últimos anos, assinalou a data em várias cidades: Porto (2016), Coimbra (2017), Braga (2018), regressando agora à cidade invicta.

 

 

 

Assembleia geral: eleições a 12 de setembro

 

Decorreu esta segunda-feira a assembleia geral da Federação Académica do Desporto Universitário, onde foi aprovado o calendário eleitoral que ditará os órgãos sociais para o mandato 2019-2021. O sufrágio ficou marcado para dia 12 de setembro, e terá lugar na sede da FADU.

 

Na última assembleia geral da atual direção, foi feito um balanço dos quatro anos de mandato, pela voz do presidente da FADU, Daniel Monteiro, que aproveitou a ocasião para agradecer e destacar o papel de todos os que fazem parte do desporto universitário. ‘Agradeço a quem me acompanhou neste caminho, aos meus companheiros de direção, à estrutura profissional da FADU, aos associados, delegados e clubes’, disse, destacando os últimos eventos desportivos do seu mandato.

 

A participação portuguesa na Universíada de Verão Nápoles 2019 (onde Portugal conquistou duas medalhas de prata e duas medalhas de bronze), o Campeonato Europeu Universitário de futsal que decorreu na semana passada em Braga (onde a AAUM/Universidade do Minho conquistou o bronze) e o Campeonato Europeu Universitário de basquetebol 3x3, que arranca esta quarta-feira no Porto, foram naturais temas de destaque durante a assembleia geral.

Judo, natação e esgrima trouxeram mais verde, amarelo e vermelho a Itália

 

É caso para dizer que em Itália, o verde, branco e vermelho começa a dar lugar ao verde, vermelho e amarelo. Isto porque, esta segunda-feira, chegaram à região napolitana as comitivas portuguesas de judo, natação e esgrima, esta última com deslocação para Salerno, onde irá competir. A dois dias do início da competição, Raquel Pereira, Pedro Silva e Rui Costa falaram um pouco do que lhes vai na alma sobre a chamada à 30.º edição da Universíada de Verão.

 

Depois da chegada da ginástica artística e do basquetebol, mais uma onda lusa chegou à região de Campânia. Pedro Silva, estudante de engenharia aeroespacial e atleta de judo na Universidade de Lisboa (Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias), descreveu à chegada a forma como vê a competição. ‘Temos ideia do que são os Jogos Olímpicos e do que é aquele ambiente de quatro em quatro anos. As universíadas são só para quem tem esta carreira dual e acaba por ser muito parecido, com a diferença de que são de dois em dois anos. É o culminar de todo o trabalho que fizemos até agora e ainda a recompensa por conseguirmos conciliar estas duas vertentes’.

 

O facto de a competição ser disputada em sítios muito diferentes do globo, leva a que a experiência seja sempre ‘muito enriquecedora’ mesmo para quem já tenha tido a experiência no passado, como é o caso de Pedro. ‘Estive em Taipé há dois anos e a cultura é muito diferente. Este ano é Europa e nem que seja por estarmos hospedados num navio cruzeiro, a experiência já será logo diferente. É incrível’. Quanto ao nível competitivo, há a certeza de que estarão os melhores dos melhores. ‘Há dois anos tivemos campeões do mundo a competir, este ano temos campeões da Europa, há muitos dos melhores a competir e o nível é bastante elevado’, disse, descrevendo o significado de competir para ‘ganhar Portugal’. ‘Para nós é um orgulho enorme representar as cores do nosso País, no caso do judo temos a palavra POR atrás e por isso carregamo-lo literalmente às costas’, brincou.

 

Pela primeira vez a viver uma experiência multidesportiva, Raquel Pereira, atleta de natação e estudante de Gestão na Universidade Nova de Lisboa, mostrou-se surpreendida com o ambiente à chegada e quer agora dar o seu melhor. ‘Parece-me um ambiente um pouco mais descontraído do que aquilo que estou habituada. É sempre bom estar em ambientes diferentes e também ter nível competitivo para melhorar e progredir. Este ano é ano de mundial e não conseguindo estar lá, esta acaba por ser a competição mais importante que temos durante o ano’ disse, salientando que ‘nem sempre é fácil competir e seguir com os estudos’.

 

Da Universidade do Porto, onde frequenta a licenciatura de Ciências do Desporto, chegou Rui Costa, atleta de esgrima, que seguiu na comitiva que começa a competir em Salerno na quinta-feira. ‘É um orgulho e uma grande responsabilidade representar o meu País e por isso a minha vontade é a de mostrar o melhor da minha esgrima’, disse. ‘Entre competições, treinos, aulas, exames e trabalhos, pouco tempo nos resta e torna-se ainda mais difícil se não tivermos o devido apoio. Para tudo funcionar na perfeição penso que será necessária uma coordenação ainda maior entre as entidades responsáveis por cada lado da nossa vida de estudantes-atletas’, concluiu.

 

Para esta terça-feira está marcada a chegada da Seleção Nacional Universitária de voleibol masculino e dos atletas-estudantes que irão representar Portugal na competição de ténis.

Sara Santos e Bernardo Almeida vencedores no 'all around'

 

 

Decorreu no passado sábado o Campeonato Nacional Universitário de ginástica artística, com várias provas em feminino e masculino. No all around, Sara Santos da Universidade do Porto (U.Porto), conquistou o ouro, seguida pelas atletas-estudantes Beatriz Silva, também da U.Porto, e de Lena Clasing, da Associação Académica da Universidade de Aveiro (AAUAv).

 

No masculino, Bernardo Almeida, da Associação de Estudantes da Faculdade de Motricidade Humana (AEFMH) alcançou o primeiro lugar do pódio, tendo Guilherme Campos da U.Porto ficado com o segundo lugar e Enzo Santos, da Associação Académica da Universidade Lusófona de Humanidades e Tecnologias (AAULHT), com o terceiro.

 

As provas decorreram no Centro de Alto Rendimento de Anadia, tiveram o apoio logístico da Federação de Ginástica de Portugal, e a participar estiveram 25 estudantes-atletas de academias de vários pontos do País.

 

Confira todos os pódios:

 

Feminino

All around
1ª Sara Santos - U.Porto
2ª Beatriz Silva - U.Porto
3ª Lena Clasing - AAUAv

 

Paralelas
1ª Lena Clasing - AAUAv
2ª Sara Santos - U.Porto
3ª Teresa Magalhães - AEFDUCP

 

Saltos
1ª Beatriz Silva - U.Porto
2ª Lena Clasing - AAUAv
3ª Teresa Magalhães - AEFDUCP

 

Solo
1ª Lena Clasing - AAUAv
2ª Sara Santos - U.Porto
3ª Teresa Miranda - U.Porto

 

Trave
1ª Sofia Neto - U.Porto
2ª Beatriz Silva - U.Porto
3ª Maria Pinheiro - U.Porto

 

Masculino

All Around
1º Bernardo Almeida - AEFMH
2º Guilherme Campos - U.Porto
3º Enzo Santos - AAULHT

 

Solo
1º Bernardo Almeida - AEFMH
2º Enzo Santos - AAULHT
3º Michael Viegas - AEESTeSC

 

Cavalo
1º Tiago Bessa - AEISEL
2º Enzo Santos - AAULHT
3º Bernardo Almeida - AEFMH

 

Argolas
1º Guilherme Campos - U.Porto
2º Bernardo Almeida - AEFMH
3º Gustavo Pinto - AEIST - 12,9

 

Saltos
1º Guilherme Campos - U.Porto
2º Bernardo Almeida - AEFMH
3º António Dray - AEIST

 

Paralelas
1º Bernardo Almeida - AEFMH
2º Nuno Gonçalves - AAIPS
3º Diogo Romero - U.Porto

 

Barra Fixa
1º Bernardo Almeida - AEFMH
2º Guilherme Campos - U.Porto
3º Nuno Gonçalves - AAIPS

 

 

 

 

Figueira da Foz viu apurar campeões de futebol, futevolei, andebol e voleibol de praia

 

O areal da Figueira da Foz acolheu nos últimos três dias as competições de praia, tendo havido competição de futebol, futevolei, andebol e voleibol. No Campeonato Nacional Universitário de futebol de praia, no feminino, a Universidade do Porto (U.Porto) sagrou-se campeã nacional e a Associação Académica da Universidade de Aveiro (AAUAv) ficou com o segundo lugar. No masculino, também a U.Porto levou o troféu máximo para a cidade invicta. Com a prata ficou a Associação Académica da Universidade do Minho (AAUM) e com o bronze o Instituto Politécnico de Santarém.

 

No que respeita ao voleibol de praia, o domínio da U.Porto foi ainda mais notório. Na competição masculina, todos os lugares do pódio foram ocupados pelas duplas da academia do Porto e no feminino o primeiro lugar também pertenceu à equipa da U.Porto. O segundo lugar foi conquistado pela Associação dos Estudantes do Instituto Superior Técnico e o terceiro pela equipa da U.Porto.

 

Na competição de andebol, o pódio da competição masculina teve como campeões os atletas-estudantes da Associação de Estudantes do Instituto Superior da Maia. A U.Porto ficou com o troféu de prata e a Associação Académica da Universidade de Coimbra ficou com o bronze. No feminino, a U.Porto voltou a ocupar o primeiro posto, com a AAUAv a ficar com o segundo e a Associação Académica da Universidade de Évora a ficar com o terceiro.

 

Os últimos campeões a ser apurados foram os do tutevolei. No feminino o primeiro lugar ficou reservado à dupla da U.Porto, e os segundos e terceiros lugares ficaram para duas das duplas da AAUAv. No masculino, foram melhores os dois elementos da equipa da U.Porto, que ficaram ladeados por duas equipas da AAUM no pódio.

 

 

José Simões levou para a U.Porto ouro em BTT XCM

 

A Universidade do Porto é campeã nacional universitária de BTT XCM. José Simões, aluno da academia do norte, bateu a concorrência e levou para a invicta a medalha de ouro da competição.

 

João Pastagem, do Instituto Politécnico de Beja, ocupou o segundo lugar do pódio, e Jorge França, da Associação de Estudantes do Instituto Superior de Engenharia do Porto, levou o bronze.

 

A prova decorreu no passado domingo, em Seia, e teve o apoio da Federação Portuguesa de Ciclismo. A participar estiveram duas dezenas de atletas-estudantes.

 

 

 

André Reis eleito presidente da FADU para 2019/2021

 

Decorreu esta quinta-feira a eleição para os órgãos sociais da Federação Académica do Desporto Universitário (FADU) para o biénio 2019-2021. André Reis, estudante no Instituto Superior de Economia e Gestão da Universidade de Lisboa foi eleito presidente pela lista A, com maioria absoluta, sucedendo a Daniel Monteiro no cargo.

 

Após ter sido eleito, André Reis falou do que pretende a equipa que passa a liderar. ‘Queremos reforçar o número de estudantes do ensino superior com prática desportiva regular. O desporto informal é uma prioridade, para criar novos hábitos e reforçar o peso do desporto no dia-a-dia dos jovens. Trabalhar com as restantes federações desportivas nacionais é também prioritário, numa lógica de cooperação e convergência em torno de objetivos comuns para o desporto português’, disse o novo presidente, sem esquecer uma das mais recentes conquistas da federação a que agora preside.

 

´Vamos acompanhar com muita atenção a implementação do estatuto Estudante-Atleta, publicado em Diário da República no final de abril deste ano. Agora que foi dado um passo muito importante de valorização do desporto universitário e de promoção das carreiras duais, é preciso que todas as instituições de ensino superior efetivamente implementem este estatuto. Vamos estar atentos’, frisou.

 

Antes de se candidatar à presidência da FADU, André Reis foi presidente da Associação Académica da Universidade de Aveiro durante dois mandatos, presidente do conselho fiscal da FADU (2015/2016) e representante dos estudantes do ensino superior no conselho consultivo do Instituto Português do Desporto e Juventude em 2014/2015.

 

A par do presidente foram eleitos os restantes membros da direção. Rui Freire (Universidade do Porto/FADEUP) será administrador e como vice-presidentes foram eleitos: Alexandre Gençer (Universidade do Minho), Bernardo Rodrigues (Universidade Europeia), Eric Habibo (Universidade de Lisboa/ISEG), Frederico Teixeira (FDUCP/Porto), Luís Alves (Universidade de Aveiro), Marco Carneiro (Universidade de Trás os Montes e Alto Douro) e Rafael Bento (Universidade da Beira Interior).

 

As votações ditaram ainda a eleição de Bruno Fragueiro para presidente da mesa da assembleia-geral, Nuno Reis para o conselho fiscal, Nuno Rocha para o conselho de justiça e Ricardo Costa para o conselho de disciplina.

 

Numa votação com lista única, a lista A reuniu 30 votos, tendo-se registado 2 votos brancos e 1 nulo.

 

 

Todos os eleitos aos órgãos sociais:

 

Direção

 Presidente - André Reis 

Administrador - Rui Freire (UPorto/FADEUP)

Vice-presidente - Alexandre Gençer (UMinho)

Vice-presidente - Bernardo Rodrigues (UEuropeia)

Vice-presidente - Eric Habibo (ULisboa/ISEG)

Vice-presidente - Frederico Teixeira (FDUCP/Porto)

Vice-presidente - Luís Alves (UAveiro)

Vice-presidente - Marco Carneiro (UTAD)

Vice-presidente - Rafael Bento (UBI)

 

Mesa da Assembleia Geral

Presidente - Bruno Fragueiro (IPSetúbal)

1º Secretário - Alexandre Passo (ULisboa-IST)

2º Secretário - Inês dos Santos Silva (IPSetúbal)

 

Conselho Fiscal

Presidente – Nuno Reis (UMinho)

Secretário – Carlos Abreu (UMadeira)

Relator – Pedro Longo (IPLisboa-ISCAL)

 

Conselho de Disciplina

Presidente – Ricardo Costa (Lic. Direito FDUP)

Vogal – Tiago Lima (Lic. Direito FDUP)

Vogal – Francisca Quelhas (UAveiro)

 

Conselho de Justiça

Presidente – Nuno Rocha (Lic. Direito FDUP)

Vogal – Rui Carvalho (Lic. Direito FDUP)

Vogal – Gonçalo Batista (ULisboa-FDL)

 

 

 

 

 

 

Aveiro sagrou-se campeã nacional universitária de ciclismo

 

 

A prova de ciclismo de estrada, que decorreu este fim-de-semana no Alandroal, encerrou a época desportiva nacional 2018/2019, e apurou os campeões nacionais da modalidade. A Associação Académica da Universidade de Aveiro (AAUAv) foi melhor no somatório das prestações de pista, XCO, Downhill, XCM e estrada, e levou o ouro do troféu coletivo para casa. A Associação de Estudantes do Instituto Superior de Engenharia do Porto (aeISEP) levou a prata e a Associação Académica da Universidade da Beira Interior (AAUBI) ficou com o bronze.

 

Antes de apurar os campeões de ciclismo, foi tempo de apurar os reis da estrada. No contrarrelógio e fundo, no feminino, a atleta Isabel Jorge, da Universidade NOVA de Lisboa, conseguiu o primeiro lugar e Sofia Ramalho, também da NOVA, ficou com o segundo posto.

 

No contrarrelógio masculino, o pódio ficou assim ordenado: António Monteiro do Instituto Politécnico de Viana do Castelo (IPVC) ocupou o primeiro lugar, o estudante-atleta Rodrigo Costinha, da AAUAv, ocupou o lugar de medalha de prata e o atleta Francisco Garcia, da Associação dos Estudantes do Instituto Superior de Ciências do Trabalho (AEISCT-IUL) ocupou o terceiro lugar.

 

Na prova de fundo masculino subiram ao pódio Marvin Scheulen da Associação de Estudantes da Universidade Europeia (AEUE), com direito ao ouro, em segundo lugar ficou Bernardo Gonçalves da Associação Académica de Coimbra(AAC) e em terceiro lugar ficou António Monteiro, do IPVC.

NOVA escalou até ao ouro três vezes no Jamor

 

A Universidade Nova de Lisboa (NOVA) conquistou três medalhas de ouro, e garantiu lugar em todos os pódios no Campeonato Nacional de escalada dificuldade e velocidade que decorreu no último sábado, no Jamor. Uma das medalhas foi conquista no pódio coletivo, onde a Associação Académica da Universidade do Minho (AAUM) foi prata e a Universidade do Porto foi bronze. 


Na dificuldade masculina, João Castro tornou-se campeão universitário pela Associação de Estudantes do Instituto Superior de Engenharia de Lisboa (AEISEL), acompanhado por Manuel Brandão da NOVA, que ficou em segundo lugar, e por Nuno Lima da AAUM, que alcançou o terceiro lugar.


Em dificuldade feminina, o pódio ficou composto pelas atletas da NOVA, Joana Tomás, campeã nacional desta edição 18/19, seguida por Ana Tourais, que alcançou a prata, e Ana Rodrigo que garantiu o bronze.


Na velocidade masculina, João Ferreira levou o título de campeão nacional universitário para a AAUM, em segundo lugar ficou outro representante da academia minhota, Nuno Lima, e em terceiro lugar ficou Manuel Brandão da NOVA.


Em velocidade feminina, mais uma campeã nacional pela NOVA, desta vez a atleta Ana Rodrigo, que arrecadou o ouro. Juliana Barros e Ana Lopes, ambas da AAUM, levaram prata e bronze, respetivamente.

 

 

Apresentados estudantes-atletas que partem para Universíada de Nápoles

 

A Missão Portuguesa à Universíada de verão, que este ano decorre em Nápoles, foi esta terça-feira apresentada, no Estádio Universitário de Lisboa, onde marcaram presença dezenas de atletas e oficiais. A inaugurar os discursos esteve o presidente da Federação Académica do Desporto Universitário, Daniel Monteiro. ‘Hoje é um dia muito especial para a família do desporto universitário, em especial também para mim, e para todos aqueles que gostam do desporto e que o sentem como um eixo de prioridade no desenvolvimento de cada país’, disse, referindo que os estudantes-atletas são ‘um verdadeiro exemplo’ e desejando a todos o melhor na experiência que os espera.

 

A comitiva viaja para Itália com Susana Feitor como chefe de missão, ela que já participou enquanto atleta e que esteve também no papel de líder na Universíada de Taipé. ‘Nenhum atleta está aqui sem cumprir objetivos desportivos e sem ter as suas validações académicas’ disse, frisando que ‘os jovens integrados na missão são um exemplo para todos’. A também medalhada Susana Feitor destacou ainda a importância da dualidade de carreiras na vida dos mais novos e aproveitou a sua intervenção para anunciar o porta-estandarte desta edição, tendo Miguel Cunha, do voleibol, sido eleito para esse papel.

 

Presente na cerimónia esteve também o diretor geral do Ensino Superior, João Queiroz, que desejou sorte aos atletas e ressalvou que ‘a conciliação da vida de estudante e atleta é possível e aconselhável’ e que ‘prepara melhor os jovens para o futuro’. A fechar os discursos da cerimónia de apresentação da missão esteve o Secretário de Estado da Juventude e do Desporto, João Paulo Rebelo, que reforçou os números: ‘a nossa participação é em muitas e diversas modalidades’, disse, sublinhando ainda o equilíbrio de atletas, no que respeita ao género, presentes na convocatória para Nápoles.

 

‘O desporto universitário é muito importante para o governo, porque representa tudo o que vimos a apostar desde a primeira hora, que é a conciliação da carreira desportiva com a carreira académica’, disse, referindo que ‘é um orgulho representar Portugal’ e que a comitiva parte com a responsabilidade de representar as cores nacionais.

 

Antes de apresentada a comitiva que segue caminho para ‘ganhar Portugal’ por terras italianas, foi inaugurada a sede renovada da Federação Académica do Desporto Universitário, pelo secretário de Estado da Juventude e do Desporto, João Paulo Rebelo, e pelo presidente da Federação Académica do Desporto Universitário, Daniel Monteiro, perante a presença de dezenas de pessoas ligadas ao meio universitário.

 

 

 

 

Santarém conquistou troféu coletivo no triatlo

 

Os atletas-estudantes do Instituto Politécnico de Santarém (IPSantarém) conquistaram o primeiro lugar do pódio coletivo no Campeonato Nacional Universitário de Triatlo, que decorreu no passado sábado, em Peniche. A Universidade Nova de Lisboa (NOVA) e a Universidade do Porto (U.Porto) ocuparam, respetivamente, o segundo e terceiro lugares.

 

No feminino, Vera Vilaça da NOVA sagrou-se campeã nacional universitária, seguida por Ana Ramos da Associação de Estudantes da Escola Superior de Enfermagem de Lisboa (AEESEL), e por Ana Filipa Santos, do IPSantarém.

 

No masculino, Gil Maia da U.Porto arrecadou o ouro e é campeão nacional, Luís Lopes da Associação de Estudantes do Instituto Superior de Engenharia de Lisboa (AEISEL) levou a prata e Miguel Fortunato, do IPSantarém, levou o bronze.

 

NOVA e AEISTEC levaram ouro no tiro com arco

 

Oeiras foi centro de pontaria no último sábado, ao acolher o Campeonato Nacional Universitário de tiro com arco outdoor, e a Universidade Nova de Lisboa (NOVA) destacou-se, ao conseguir ocupar lugares nos três pódios em disputa. 

 

No recurvo feminino, Raquel Domingues, da NOVA sagrou-se campeã nacional universitária, Liliya Dubyey, também da NOVA, levou a prata e Inês Cunha, representante da Associação Académica da Universidade Lusíada de Lisboa (AAULL), levou o bronze.

 

No recurvo masculino, a NOVA voltou a subir mais alto, por intermédio de Guiherme Almeida, campeão nacional universitário. Em segundo lugar ficou João Barbosa, da Associação dos Estudantes do Instituto Superior Técnico e em terceiro lugar ficou Luís Caiola, do Instituto Politécnico de Castelo Branco.

 

No compound masculino, foi Gonçalo Freitas, da Associação de Estudantes do Instituto Superior de Tecnologias, a levar a melhor no que respeita a pontaria, seguido de António Santos, da NOVA, segundo classificado.

 

 

 

 

Apoios Institucionais

Governo Português
IPDJ

Patrocionador Principal

Jogos Santa Casa

Parceiros

COSMOS
CISION

Membro

FISU
EUSA
COP
CPP
CDP
CNJ
FADU

Avenida Professor Egas Moniz
Estádio Universitário de Lisboa, Pavilhão nº1
1600-190 - Lisboa

e: fadu@fadu.pt
t: (+351) 21 781 81 60
f: (+351) 21 781 81 61

Newsletters

Social

ptenfr

FADU - Todos os Direitos Reservados © 2015
Desenvolvido por Drop Agency

Este website utiliza cookies que permitem melhorar a sua navegação. Ao continuar a navegar, está a concordar com a sua utilização. O que são Cookies?