CNU Ténis Individual: 40 atletas nos Courts do Europeu

Coimbra, Cidade dos Estudantes e este ano, anfitriã do Campeonato Europeu Universitário, recebeu nos dias 16 e 17 de Março o Campeonato Nacional Universitário de Ténis Individual, organizado pela Académica de Coimbra.




Dupla da Invicta


No quadro feminino, a final foi disputada por Maria Leonor Matos e Catarina Morais, ambas atletas da Universidade do Porto. Maria Leonor Matos, recuperou depois de perder o primeiro SET, vencendo a sua colega por 2-1.

Para Maria Leonor Matos, foi uma final renhida: “estava 5-2 no segundo set, vi que não tinha nada a perder, por isso soltei o jogo, a minha adversária perdeu confiança e aproveitei”. Comenta também que a Universidade do Porto estava bem representada este ano, tanto no masculino como no feminino. “Duas raparigas na final é muito positivo, tendo em conta que a uns anos atrás ninguém jogava”, afirma a tenista.

O Ouro era aquilo que procurava e sabia que tinha grandes adversárias pela frente, “mas correu bem e consegui cumprir o objectivo”. Destaca o papel importante destas provas, principalmente sendo o Campeonato Europeu Universitário em Coimbra: “chama-se bastante a atenção, tanto dos atletas como da organização”.

Em 3º lugar, ficou Verónica Sanchez, aluna de Erasmus da ULisboa, que levou novamente uma medalha para casa, depois do 1º lugar no CNU de Ténis Equipas, prova realizada em Dezembro passado na cidade de Leiria.




Dobradinha para a AEFMH


Vasco Pascoal voltou a ser a estrela do pódio, revalidando o título individual de Campeão Nacional Universitário. Depois do primeiro lugar na competição colectiva, que lhe deu o passe directo para a participação no CEU de Ténis, revela: “felizmente ainda não consegui nenhuma derrota no desporto universitário.” Contudo não esquece as dificuldades da prova: “o Tiago Olímpio, da AAC, foi o meu adversário mais difícil (…), apanhei-o nos quartos de final e foi um jogo difícil. Qualquer um podia ter ganho”, confessa.

Com o objectivo de vencer realizado, o seu adversário, Diogo Cabral, da Universidade de Lisboa, era também apontado como um dos favoritos para chegar à final. Pelo primeiro ano na competição, tornou-se Vice-campeão Nacional Universitário.” O meu principal objectivo era no mínimo chegar à final e devido ao sorteio do quadro, foi acessível”, diz.

Desde os 10 anos de idade que pratica a modalidade, actualmente é federado pelo Clube Escola de Ténis de Oeiras. Revela que adora este tipo de eventos porque “é um incentivo para os estudantes continuarem a jogar”. Em termos de organização refere que a prova foi bem estruturada. A única crítica vai para o estado dos courts, “deviam estar mais bem arranjados, principalmente quando vão receber um Campeonato Europeu Universitário”.

Em 3º lugar ficou José Gaspar da equipa da casa, Académica de Coimbra, depois de vencer Ignacio Puya, da AEIST, por 4-2 e 4-0.

e-max.it: your social media marketing partner
 

Apoios Institucionais

Governo Português
IPDJ

Patrocionador Principal

Jogos Santa Casa

Parceiros

COSMOS
CISION

Membro

FISU
EUSA
COP
CPP
CDP
CNJ
FADU

Avenida Professor Egas Moniz
Estádio Universitário de Lisboa, Pavilhão nº1
1600-190 - Lisboa

e: fadu@fadu.pt
t: (+351) 21 781 81 60
f: (+351) 21 781 81 61

Newsletters

Social

ptenfr

FADU - Todos os Direitos Reservados © 2015
Desenvolvido por Drop Agency

Este website utiliza cookies que permitem melhorar a sua navegação. Ao continuar a navegar, está a concordar com a sua utilização. O que são Cookies?