Últimas

Assembleia Geral: Plano de Atividades e Orçamento aprovado por unanimidade

 

 

O Plano de Atividades e Orçamento para o ano 2016, apresentado pela nova direção da Federação Académica do Desporto Universitário (FADU) na Assembleia Geral do passado dia 2, foi aprovado por unanimidade.

Na apresentação do Plano de Atividades, o presidente da FADU, Daniel Monteiro, deu especial foco “à difícil situação económico-financeira com que a FADU se deparará para concretizar os projetos que esta Direção antevê como prioritários (…), ao aumento da base de recrutamento para a prática desportiva universitária”, à legislação do Estatuto de Estudante-Atleta e à preparação da participação e da organização dos campeonatos internacionais de 2016.

 

 

A Associação Académica de Coimbra pediu a palavra para apresentar aos associados a sua intenção de candidatura às Fases Finais Concentradas dos Campeonatos Nacionais Universitários de 2016/2017, evento que servirá de preparação para os Jogos Europeus Universitários de 2018, em Coimbra.

Foi ainda apresentado o site da FADU, com uma nova e moderna "cara". A primeira Assembleia Geral dos órgãos sociais da FADU para o biénio 2015-2017 teve lugar no Auditório do Instituto Superior de Engenharia do Porto (ISEP).

1ª JC Futsal f: IPSantarém entra a ganhar

 

 

Com dez golos marcados e apenas dois sofridos, e três vitórias nos três jogos, o Instituto Politécnico de Santarém (IPSantarém) garantiu a liderança do grupo na 1ª Jornada Concentrada de Futsal feminino que decorreu nos dias 30 de novembro e 1 de dezembro, em Aveiro.

No modelo todos contra todos, apenas o IPSantarém conseguiu um pleno de vitórias. Entrou a ganhar frente à Associação Académica da Universidade do Minho (AAUM) (3-0), seguindo-se uma confortável vitória sobre a Associação Académica da Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro (5-1) e terminando com o resultado de 1-2 sobre a Associação Académica da Universidade de Évora (AAUE).

A AAUM e a AAUE terminaram esta primeira fase de apuramento em 2º e 3º lugares, respetivamente, com dois jogos ganhos e seis pontos no total. A AAUM perdeu frente à líder, mas não deixou que mais nenhuma equipa pusesse a bola nas suas redes. Assim, ganhou à Associação Académica da Universidade de Aveiro (AAUAv), por 3-0, e à Associação Académica da Universidade da Beira Interior (AAUBI), por 4-0.

 

 

A equipa eborense entrou a ganhar frente à AAUTAD (3-1) e ao Instituto Politécnico de Leiria (IPLeiria) (3-1). Só as campeãs nacionais universitárias de Santarém não permitiram à AAUE terminar esta primeira fase em grande.

Em 4º lugar, com uma vitória por 2-0 à AAUBI e dois empates a um golo com o IPLeiria e com a AAUAv, segue a Associação Académica de Coimbra. IPLeiria conquistou a 5ª posição ao garantir uma vitória no jogo com a AAUTAD (2-1).

A AAUAv, a AAUBI e a AAUTAD encerram a tabela, por esta ordem, mas apenas a AAUTAD não conseguiu ganhar nenhum jogo.

A competição decorreu sob a observação do selecionador nacional de Futsal, Jorge Braz, que já tinha marcado presença também na prova masculina.

 

A 2ª Jornada Concentrada está agendada para os dias 7 e 8 de março, na Covilhã, com a organização local da AAUBI.

Assembleia Geral da FADU agendada para dia 2 de dezembro

A primeira Assembleia Geral dos órgãos sociais da Federação Académica do Desporto Universitário (FADU) para o biénio 2015-2017 vai decorrer na quarta-feira, dia 2, pelas 14 horas, no Auditório do Instituto Superior de Engenharia do Porto (ISEP). 

Na ordem de trabalhos, encontram-se as habituais informações e apresentação e votação dos regimentos internos. A nova direção da FADU, liderada pelo presidente Daniel Monteiro, vai apresentar o Plano de Atividades e Orçamento para o ano 2016.

Vai também ser apresentada a intenção de candidatura da Associação Académica de Coimbra às Fases Finais Concentradas dos Campeonatos Nacionais Universitários de 2016/2017, evento que servirá de preparação para os Jogos Europeus Universitários de 2018, em Coimbra.

“Outros assuntos” é o ponto que encerra a primeira Assembleia Geral da Mesa encabeçada por Carlos Alberto Videira.

1ª JC Andebol: AAC, AAUM e AAUE arrancam na frente

As equipas feminina e masculina da Associação Académica de Coimbra terminaram no topo das respetivas tabelas, quer por disputarem um maior número de jogos, quer por alcançarem bons resultados na 1ª Jornada Concentrada de Andebol. Seguem-lhes as Associações Académica da Universidade do Minho, no masculino, e da Universidade de Évora, no feminino.

No feminino, três empates nos três jogos colocaram a AAC no topo da tabela. Seguida da AAUE, que empatou com a AAC, venceu o Instituto Politécnico da Guarda (IPG) por 16-13 e perdeu frente às campeãs nacionais universitárias da Associação Académica da Universidade de Aveiro (AAUAv) (8-16).

O Instituto Politécnico de Leiria (IPLeiria) disputou apenas dois jogos, obtendo uma vitória frente ao IPG (24-12) e um empate com a AAC. Apenas o IPG não obteve qualquer vitória nesta jornada.

No masculino, 11 equipas jogaram entre si. Foram 25 jogos sem qualquer resultado empatado. A AAC foi imbatível nos cinco jogos que disputou, terminando com 15 pontos, 78 golos marcados e 52 sofridos. Em 2º lugar desta 1ª jornada de apuramento encontram-se os detentores do título de campeões nacionais (e europeus) universitários. A AAUM, com menos um jogo que a AAC, também não sofreu qualquer derrota, tendo marcado 93 golos e sofrido 53.

A equipa da casa – Associação Académica da Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro (AAUTAD) – ganhou três dos cinco jogos, perdendo os outros dois, situação semelhante à do Instituto Politécnico de Santarém (IPSantarém).

As equipas de Leiria e de Aveiro alcançaram três vitórias em quatro jogos e o Instituto Politécnico de Viseu ganhou apenas dois (em cinco). Já a AAUE e a Associação Académica da Universidade da Beira Interior terminaram com uma vitória cada, nos cinco jogos disputados.

Das 11 equipas participantes, só a Associação Académica da Universidade do Algarve (AAUAlg) e o IPG não conseguiram qualquer vitória nesta jornada.

A 1ª Jornada Concentrada de Andebol foi a primeira prova da época 2015/2016 e decorreu nos dias 16 e 17 de novembro, em Vila Real, com a organização local da AAUTAD. A 2ª Jornada Concentrada realiza-se nos dias 2 a 4 de março, em Faro, com a organização local da AAUAlg.

Resultados e classificações disponíveis aqui.

Mundial universitário em Portugal premiado pela FISU

“A excelente organização, o elevado nível de competição, a incrível imagem dos jogos e o forte envolvimento e colaboração das três entidades organizadoras locais com a FADU e as entidades governantes”. São estes os argumentos que levaram o Campeonato Mundial Universitário (CMU) de Voleibol de Praia a receber o prémio de Melhor CMU de 2014 atribuído, pela primeira vez, pela Federação Internacional do Desporto Universitário (FISU).
A competição, que decorreu em julho de 2014, foi organizada pela Federação Académica do Desporto Universitário (FADU), pela Federação Académica do Porto (FAP), pela Universidade do Porto (U.Porto) e pelo Instituto Politécnico do Porto (IPP), e vai receber o prémio na 2ª Gala da FISU, no dia 2 de julho, em Gwangju, na Coreia do Sul.

O presidente da Comissão Organizadora do CMU, Rúben Alves, considera que este é o reconhecimento “de um enorme esforço de um significativo número de pessoas que participaram na organização. Desde o primeiro momento, fixou-se o objetivo de oferecer um evento de qualidade superior, muito além da simples vontade de cumprir os mínimos que nos eram exigidos”.

Para o antigo presidente da FAP, é também o resultado de uma combinação vencedora de fatores presentes no evento. “Tínhamos bons ingredientes para criar um bom resultado: a equipa, a cidade, o clima, a modalidade. A partir daí, fomos capazes de importar o know-howde cada uma das instituições e construir um plano sólido, coerente no tempo, tirando partido da organização consecutiva do campeonato europeu, em 2013, e do campeonato do mundo, em 2014. A forte aposta na promoção dos eventos elevou a sua notoriedade internacional e aumentou as expectativas de todos. Para corresponder a essas expectativas, durante o evento, além de uma especial atenção aos detalhes que fazem a diferença a este nível, soubemos proporcionar uma experiência completa aos oficiais e atletas” explica.



Portugal tem vindo a assumir um crescente protagonismo no panorama internacional quer pela organização, quer pela participação em eventos do desporto universitário. Por isso, a presidente da FADU, Filipa Godinho, vê este prémio como mais um momento de destaque ao desempenho português.

“Por várias vezes somos chamados a apresentar, nos momentos formativos da FISU, as boas-práticas, casos de sucesso e a projeção que estes eventos dão ao desporto universitário e ao país. Os CMU’s têm já uma grande dimensão e uma cada vez maior expansão e sem dúvida que já fazia falta este reconhecimento. É um orgulho que Portugal seja o país que recebe este primeiro destaque. A FADU, juntamente com as associações académicas e de estudantes e com as instituições de ensino superior, tem trabalhado para este reconhecimento”, conta.

Para o Reitor da U.Porto, Sebastião Feyo de Azevedo, “este prémio é uma distinção que vem reconhecer o excelente trabalho realizado pelas três instituições envolvidas: a U. Porto, o IPP e a FAP. Esta é também uma vitória da nossa cidade, local perfeito para receber este tipo de eventos desportivos. Para além disso, traz à U. Porto responsabilidades acrescidas para organizar um grande CMU de Floorball já em 2016”.

A novidade do prémio tornou-se pública hoje, dia 5 de maio, durante a Gala do Desporto da FAP, onde a presidente do IPP, Rosário Gambôa, manifestou o seu contentamento e felicitou todos os intervenientes na organização do CMU.



O atual presidente da FAP, Daniel Freitas, sente que este reconhecimento surge como uma motivação extra para futuros eventos. “Ninguém quer ficar para trás depois de um reconhecimento deste género. O prémio vem atestar a capacidade das entidades organizadoras, considerando-nos os melhores do mundo a fazê-lo. Portanto, para lá da motivação já existente, podemos apresentar mais candidaturas e esperar que sejam aceites com maior taxa de sucesso, uma vez que este prémio representa a qualidade de Portugal na organização do desporto universitário internacional”, exalta o dirigente, que aproveita o momento para agradecer ainda à comissão organizadora, voluntários, equipas médicas e patrocinadores.

“O nível de exigência já está bastante alto, independentemente de o mesmo ser ou não reconhecido com prémios”, defende Filipa Godinho. A presidente da FADU afirma que o futuro consiste em “apostar em modalidades estratégicas e ir deixando legado. É importante ter um pensamento estratégico como organizador e como participante. Identificar modalidades que façam sentido em Portugal e que possam trazer mais ao desporto universitário português a todos os níveis. Passará igualmente por apoiar e incentivar mais regiões do país a desafiarem-se e agarrarem estas oportunidades”.

A 2ª Gala da FISU antecede a 28ª edição das Universíadas de Verão que vão decorrer de 3 a 14 de julho, em Gwangju, na Coreia do Sul.

AEESTGV distinguiu atletas e treinadores


Os melhores do desporto universitário viseense foram homenageados no passado dia 28 de maio, na 3ª Gala de Desporto da Associação de Estudantes da Escola Superior de Tecnologia e Gestão de Viseu (AEESTGV), que contou com cerca de uma centena de estudantes e convidados.
A entrega de prémios não começou sem que antes o presidente da AEESTGV, Gonçalo Oliveira, dirigisse algumas palavras aos presentes, aproveitando o momento para agradecer “o empenho dos atletas, o esforço de todos os membros da Associação de Estudantes, o apoio da Escola Superior de Tecnologia e Gestão e do IPV”.

Também o vereador do Desporto da Câmara Municipal de Viseu, Guilherme Almeida, o Presidente da ESTGV, Paulo Mendes, e o Presidente do Instituto Politécnico de Viseu (IPV), Fernando Sebastião, presentes na Gala, elogiaram a organização e felicitaram os atletas pelo seu empenho.

O IPV venceu o prémio incentivo, e a equipa de Badminton, João Domingos, João Silva, e o treinador da equipa de Voleibol feminino, Ricardo Rodrigues, foram homenageados pela dedicação.

O treinador da equipa de Futebol masculino, António Trindade, recebeu o prémio revelação e o treinador da equipa de Futsal masculino, Dário Figueiredo, o de mérito desportivo. A equipa do ano foi a de Futsal masculino, que conquistou o 3º lugar no Campeonato Nacional Universitário (CNU) da modalidade no passado mês de abril.

No balanço da Gala, o responsável desportivo da AEESTGV, Pedro da Silva, considerou que o evento “decorreu da melhor forma”. Relativamente ao ano desportivo, afirmou estarem “felizes pelo trabalho feito este ano. Ficou um sabor amargo por não termos conseguido ir mais longe do que o 3º lugar no CNU com a equipa de Futsal, mas sabemos que tudo fizemos para conseguir o melhor possível. Agora no próximo ano esperamos dar seguimento ao bom trabalho que tem sido feito nestes últimos anos”.

Já Diogo Antunes, membro da AEESTGV e um dos organizadores do evento confessou estar feliz pelo sucesso que foi a Gala. “Estou muito contente pela 3ª Gala de Desporto da AEESTGV ter sido um sucesso, contando com a presença de um número elevado de alunos/atletas, pois afinal de contas é para eles que organizamos esta iniciativa. É para os alunos que a AEESTGV trabalha, sempre assim foi, e sempre será”, exalta.

U.Porto renova título na Natação Piscina Curta

 

 

A Universidade do Porto (U.Porto) sagrou-se tricampeã nacional universitária no coletivo do Campeonato Nacional Universitário de Natação Piscina Curta que decorreu ontem, dia 6, em Matosinhos. A equipa da casa terminou a competição com uma larga vantagem de pontos em relação à Associação Académica de Coimbra (AAC), em 2º, e à Associação Académica da Universidade de Aveiro (AAUAv), em 3º lugar.

 

Mais de 200 estudantes-atletas de 15 clubes estiveram em disputa e os primeiros campeões nacionais universitários da época 2015/2016 foram sendo apurados ao longo do dia. A prova permitiu ainda a que fossem estabelecidos seis novos recordes nacionais universitários (RNU). 

A U.Porto terminou a prova com 185 pontos, dez medalhas de ouro, seis de prata e quatro de bronze. Entre os campeões deste clube, André Gonçalo Santos bateu o RNU de 100m bruços, com o tempo 1:03.23, e Vânia Soares Neves superou os tempos nos 200m livres (2:11.04) e nos 400m livres (4:26.11).

 

 

 

Em 2º lugar, com 114 pontos, ficou a AAC. Maria Rosa não só protagonizou a única medalha de ouro do clube, como bateu o RNU nessa mesma prova (200m estilos) com a marca 2:24.80. A AAC ganhou ainda três medalhas de prata e outras três de bronze.

A AAUAv teve um grande desempenho e conquistou cinco ouros, duas pratas e dois bronzes, que totalizaram 103 pontos. Ana Margarida Rodrigues (50m e 100m mariposa), João Pedro Santos (50m costas e 200m estilos) e Hugo Trigo (50m e 100m mariposa) conquistaram cada um duas medalhas nas provas individuais.

Da 4ª equipa com melhor pontuação, Juliana Freixo bateu o RNU de 50m costas (30.77). Para além deste ouro, a Associação Académica da Universidade do Minho (AAUM) subiu mais duas vezes ao lugar mais alto do pódio – 50m costas (feminino) e 100m costas (masculino). Quatro medalhas de prata e duas de bronze fecham o balanço da participação do clube minhoto.

 

Já o sexto RNU foi batido pela estudante-atleta do Instituto Politécnico do Porto (IPP) Adriana Castro. Com a marca de 27.12 nos 50m livres conquistou um dos dois ouros que recebeu nesse dia. Soraia Ribeiro foi a segunda atleta que colocou o IPP no pódio, com um ouro nos 100m livres e um bronze nos 50m costas.

Esta foi a edição desta prova com mais participantes, superando os valores das épocas anteriores.

Mais resultados em: http://www.annp.pt/provas1516/29/index.html

 

 

EUSA faz balanço positivo dos EUG 2018 após visita técnica a Coimbra

 

Após a assinatura do acordo de colaboração entre as quatro entidades organizadoras dos Jogos Europeus Universitários (EUG) de 2018, decorreu, na segunda-feira, dia 30 de novembro, a visita técnica do presidente e do secretário-geral da Associação Europeia de Desporto Universitário (EUSA) à cidade que vai acolher mais cerca de 5 mil estudantes-atletas de toda a Europa.

A visita técnica, inserida no programa de preparação para os EUG 2018, permitiu aos representantes da instituição europeia inspecionarem as obras de requalificação que têm sido feitas ao longo dos últimos meses nos pavilhões 1 e 3 do Estádio Universitário de Coimbra.

“Estou muito feliz por ver que a reconstrução do estádio começou bem e com antecedência e por saber que as fases 1 e 2, correspondentes aos pavilhões 1 e 3, serão concluídas em abril. O desafio é, como fui informado pelo Reitor, o de encontrar recursos para continuar com a fase 2 (estádio de atletismo e campo de futebol artificial), mas acredito que Universidade será apoiada pelas autoridades governamentais”, partilha o presidente da EUSA, Adam Roczek.

 

 

O Estádio Universitário de Coimbra será o principal centro da competição, acolhendo a maioria dos desportos contemplados no programa dos Jogos. Aliado a este espaço, está o Centro de Convenções e Espaço Cultural do Convento de São Francisco, que dará apoio técnico e acolherá a acreditação dos participantes.

Os quatro parceiros envolvidos na organização – a Federação Académica do Desporto Universitário (FADU), a Associação Académica de Coimbra (AAC), a Universidade de Coimbra (UC) e a Câmara Municipal de Coimbra (CMC) – assinaram no passado dia 24 de novembro um acordo de colaboração, que esclarecia o papel de cada entidade na organização e estruturava a comissão organizadora dos Jogos.

"Definitivamente, a formalização da cooperação entre os parceiros é um passo importante para o sucesso do projeto. Quase um ano e meio após a atribuição dos Jogos a Coimbra é hora de avaliar o conceito proposto para os Jogos e adaptá-lo às rápidas mudanças da realidade", defende Adam.

Mário Santos, antigo presidente da Federação Portuguesa de Canoagem e Chefe de Missão de Portugal aos Jogos Olímpicos de 2012, assume o cargo de Secretário-Geral dos EUG 2018 e vai formar a equipa até ao fim de 2015. Durante a visita técnica, Mário Santos teve a oportunidade de apresentar o relatório com os avanços feitos no âmbito deste evento.

 

 

Cada parceiro tem como principal objetivo o de tornar os EUG 2018 não só um momento inesquecível, mas também um evento que criará um legado único em Coimbra e em Portugal. "Todos os parceiros estão empenhados em organizar os melhores Jogos de sempre. Todos nós temos em mente que a organização dos Jogos é muito mais do que a realização de um evento. Os Jogos devem ter um impacto no desenvolvimento do desporto universitário não só em Coimbra, mas em todo o país ", diz o presidente da EUSA.

"Queremos que, depois de 2018, mais estudantes pratiquem desporto em todos os níveis, e que as universidades portuguesas se tornem ainda motivadoras da prática desportiva do que hoje", conclui o Sr. Adam Roczek.

Os EUG 2018 vão decorrer no mês de julho, em Coimbra, e são esperados cerca de 5 mil atletas de 250 universidades europeias que vão competir pelo título europeu em 16 modalidades.

Acordo de colaboração marca nova fase na preparação dos EUG 2018

As quatro entidades organizadoras dos Jogos Europeus Universitários (EUG) de 2018 assinaram ontem, dia 24, um acordo de colaboração que define o papel de cada uma na preparação do evento que vai juntar mais de 5 mil estudantes-atletas de cerca de 250 universidades de toda a Europa em Coimbra. 

A Federação Académica do Desporto Universitário (FADU) juntamente com a Associação Académica de Coimbra (AAC), a Universidade de Coimbra (UC) e a Câmara Municipal de Coimbra (CMC) assumiram, na Sala do Senado da Reitoria, o compromisso de tornar os EUG 2018 um evento de qualidade e referência.

O presidente da FADU, Daniel Monteiro, afirmou que a assinatura deste protocolo “é mais do que um ato simbólico, é também o demonstrar de uma vontade destas entidades de envolver o desporto, os atletas e a sua universidade e de motivar os estudantes a conciliarem uma carreira desportiva e académica e alcançarem o sucesso em ambas”.

As entidades de Coimbra apresentaram já algumas mudanças e projetos para a cidade e para a Academia para os próximos anos. O presidente da CMC, Manuel Machado, ambiciona que Coimbra seja uma referência no âmbito do desporto e explicou que já estão a ser desenvolvidas atividades para dinamizar a cidade, reforçando a candidatura da cidade a Capital Europeia do Desporto em 2017.

Antes de 2018, a Academia coimbrã vai organizar, em 2017, os Campeonatos Europeus Universitários de Judo, Taekwondo e Karaté e é candidata às Fases Finais Concentradas dos Campeonatos Nacionais Universitários. “Coimbra já demonstrou a sua capacidade de organizar eventos internacionais e vamos ter oportunidade de o fazer novamente. Queremos que os EUG sejam um êxito memorável”, defendeu o presidente da AAC, Bruno Matias.

Por fim, o Reitor da UC, João Gabriel Silva, aproveitou o momento para relembrar quem esteve na origem da candidatura e defendeu que as obras de requalificação do Estádio Universitário de Coimbra, onde vão decorrer a maior parte das competições dos EUG 2018, não serão apenas para que estes possam acontecer, mas serão o legado dos Jogos na Faculdade de Ciências do Desporto e Educação Física e na cidade.

A comissão organizadora vai ser liderada por Mário Santos, Secretário-Geral dos EUG 2018, que conta com uma vasta experiência enquanto antigo presidente da Federação Portuguesa de Canoagem e Chefe de Missão de Portugal aos Jogos Olímpicos de 2012. 

A assinatura deste acordo antecede a visita dos membros da Associação Europeia de Desporto Universitário (EUSA) que vão estar em Coimbra na próxima segunda-feira, dia 30, para reunir com as entidades organizadoras.

Os EUG 2018 vão decorrer no mês de julho, em Coimbra, e são esperados cerca de 5 mil atletas de 250 universidades europeias que vão competir pelo título europeu em 16 modalidades.

Fotografias: Notícias de Coimbra

IPSantarém celebra o desporto em Gala

Mais de uma centena de estudantes-atletas foram homenageados na primeira edição da Gala do Desporto do Instituto Politécnico de Santarém (IPSantarém), que se realizou no passado dia 9 de junho, no Cineteatro de Rio Maior. A iniciativa da instituição permitiu ainda reconhecer o mérito aos presidentes do Comité Olímpico de Portugal e do Comité Paralímpico de Portugal.
Cerca de 200 pessoas assistiram à I Gala do Desporto do IPSantarém, numa iniciativa da instituição, que consiste numa cerimónia de reconhecimento e valorização dos estudantes-atletas e equipas desportivas pelos resultados alcançados na época desportiva de 2014-15, ao nível do desporto universitário e do desporto em geral.

O evento contou com as intervenções iniciais do diretor da Escola Superior de Desporto de rio Maior, João Moutão, da Presidente da Câmara Municipal de Rio Maior, Isaura Morais, do Pró-presidente para o Desenvolvimento do Desporto no IPSantarém, Carlos Silva, e do Presidente do IPSantarém, Jorge Justino, tendo todos salientado o papel do desporto no desenvolvimento regional e do instituto.

Este assumiu-se também como momento ideal para o Instituto reconhecer o mérito dos presidentes do Comité Olímpico de Portugal e do Comité Paralímpico de Portugal, respetivamente José Manuel Constantino e Humberto Santos como figuras públicas de incontornável prestígio, que muito têm contribuído para o desenvolvimento do desporto como área de relevo social. Foram ambos agraciados com a medalha de ouro do instituto.



Para além destas distinções, foram ainda atribuídas medalhas de mérito a quatro atletas no âmbito do Prémio Carreira. Inês Henriques, Susana Feitor, Jorge Cadete e Rui Silva receberam o prémio que tem como objetivo valorizar a dupla carreira de estudante/atleta, homenageando estudantes ou graduados(as) que se tenham distinguido ao longo da sua carreira e que constituam uma referência profissional para os seus pares e para a comunidade.

O IPSantarém pretende assim destacar quem, pelo seu mérito, promove a imagem do Instituto e das suas Escolas, enquanto instituições de excelência no ensino e investigação nas suas áreas específicas.

Por fim, o IPSantarém distinguiu 103 atletas que se destacaram na participação nas modalidades de Triatlo, Futebol m, Voleibol f/m, Futsal f/m, Natação, Bodyboard, Atletismo e Ténis nas competições da Federação Académica do Desporto Universitário (FADU), de onde trouxeram seis medalhas de ouro, duas de bronze e três primeiros lugares coletivos.

Este Sarau contou ainda com a presença da Tuna Masculina da Escola Superior de Desporto de Rio Maior, de Apontamentos de Fado, por Maria Teresa Azóia (voz), Ricardo Gama (guitarra portuguesa) e João Correia (viola dedilhada) e a participação dos NewStarDance Clube, com Danças de Salão e Salero & Alma com Sevilhanas.

Fotografias e texto: IPSantarém

Leiria premeia os melhores da época

Os estudantes-atletas com mais mérito desportivo, as revelações e os melhores do ano foram desvendados na 12ª edição da Gala do Desporto dos Serviços de Ação Social do Instituto Politécnico de Leiria (SAS-IPLeiria), que se realizou no passado dia 2 de junho.
Entre os presentes, encontravam-se o presidente do IPLeiria, o administrador dos SAS-IPLeiria, os estudantes-atletas da instituição, os treinadores, o coordenador técnico, os diretores das escolas do instituto e os presidentes das associações de estudantes.

A Gala do Desporto SAS-IPLeiria visou reconhecer publicamente a importância atribuída pelo IPLeiria à prática desportiva, bem como aos resultados alcançados pelos seus estudantes ao longo do presente ano letivo.

A equipa masculina de Andebol, vice-campeã nacional universitária, foi a grande premiada da noite, assim como Wilson Conniot, da modalidade de Atletismo.

O administrador dos SAS-IPLeiria, Miguel Jerónimo, foi homenageado pelos estudantes-atletas pelo seu apoio e acompanhamento.

Prémios “Mérito Desportivo”

Individuais
  • Atletismo Pista Coberta: Andreia Grácio, Ricardo Mendes, Wilson Conniott, Bruno Gualberto, Wilson Martins e Dyllan Pedro
  • Judo: Andrei Sandutã
  • Atletismo Ar Livre: Ana Alves e Wilson Conniott
  • Taekwondo: Miguel Silva
  • Karting: Daniela Bastos
Coletivos: Andebol masculino e Atletismo Pista Coberta

Prémio “Atleta do Ano” por modalidade
  • Andebol Feminino: Maria de Fátima Suaré
  • Andebol Masculino: Luís Silva
  • Atletismo Feminino: Daniela Cordeiro
  • Atletismo Masculino: Wilson Conniott
  • BTT: Daniel Silva
  • Hóquei em Patins: André Ramos
  • Karting Masculino: Jorge Baptista
  • Futebol 11: Pedro Li
  • Futsal Feminino: Ângela Bernardino
  • Futsal Masculino: Rui Castelhano
  • Rugby 7 Masculino: José Pedro Marques
Prémio “Atletas Revelação” por modalidade
  • Andebol Feminino: Inês Ferreira
  • Andebol Masculino: Francisco Santos
  • Atletismo Feminino: Beatriz Dinis
  • Atletismo Masculino: Dyllan Pedro
  • Futebol 11: Paulo Serrano
  • Futsal Feminino: Ana Oliveira
  • Futsal Masculino: David Gonçalves
  • Hóquei em Patins: Mário Fonseca
Prémio “Modalidade do Ano”: Andebol masculino

Prémio “Treinador do Ano”:
Marco Afra

Prémio “Atleta do Ano IPLeiria”:

  • Atleta Feminino IPLeiria 2015 – Margarida Gabriel
  • Atleta Masculino IPLeiria 2015 – Pedro Moderno






AAUM sagra-se pentacampeã em Taekwondo

A Associação Académica da Universidade do Minho (AAUM) foi a clara dominadora do Campeonato Nacional Universitário (CNU) de Taekwondo, obtendo o maior número de participantes, de medalhas e de pontos na classificação coletiva. A equipa sagra-se assim pentacampeã nacional universitária no coletivo da modalidade.
A prova decorreu no passado sábado, dia 23, encerrando os CNU’s individuais concentrados organizados pela Associação Académica da Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro (AAUTAD), sob a égide da Federação Académica do Desporto Universitário (FADU).

A Associação dos Estudantes do Instituto Superior Técnico (AEIST), com 28 pontos, e o Instituto Politécnico do Porto (IPP), 17 pontos, receberam a prata e o bronze, respetivamente, no pódio coletivo desta modalidade.

A AAUM recebeu oito medalhas de ouro, cinco de prata e sete de bronze, marcando presença em quase todos os pódios da prova e renovando, por mais um ano, o título de campeã nacional universitária da modalidade. Ana Coelho (-53kg), Beatriz Fernandes (-62kg), Michel Fernandes (-80kg), Nuno Costa (-68kg), José Rodrigues (-87kg), Marisa Simões (-67kg), Rui Bragança (-63kg) e Júlio Ferreira (-74kg) protagonizaram os ouros minhotos.

A AEIST terminou com quatro ouros – Joana Lourenço e Hugo Lapa (Dan pares mistos), Catarina Grilo (Kup individual), Hugo Lapa (Dan individual) e Gustavo Passos (Kup individual) – e dois bronzes – Gustavo Passos (-63kg) e Joana Lourenço (Dan individual) – enquanto o IPP venceu apenas na categoria de -57 kg feminino com Joana Cunha. Arrecadou ainda três pratas – por Gabriela Martins e Tiago Teixeira (Dan individual f/m e Dan pares mistos) – e dois bronzes – novamente por Tiago Teixeira (-68kg) e por Ana Catarina Fernandes (-67kg).

A Associação Académica da Universidade da Beira Interior (AAUBI) venceu na categoria de -87kg, por Pedro Vilas, e a Associação dos Estudantes da Faculdade de Motricidade Humana (AEFMH) sagrou-se campeã na modalidade de Dan individual feminino.
 

Apoios Institucionais

Governo Português
IPDJ

Patrocionador Principal

Jogos Santa Casa

Parceiros

COSMOS
CISION

Membro

FISU
EUSA
COP
CPP
CDP
CNJ
FADU

Avenida Professor Egas Moniz
Estádio Universitário de Lisboa, Pavilhão nº1
1600-190 - Lisboa

e: fadu@fadu.pt
t: (+351) 21 781 81 60
f: (+351) 21 781 81 61

Newsletters

Social

ptenfr

FADU - Todos os Direitos Reservados © 2015
Desenvolvido por Drop Agency

Este website utiliza cookies que permitem melhorar a sua navegação. Ao continuar a navegar, está a concordar com a sua utilização. O que são Cookies?