FASE DE REPESCAGEM: Andebol m

Nos dias 22 e 23 de Março, a modalidade de Andebol masculino foi destaque no Pavilhão de Santa Cruz do Bispo. A Fase de Repescagem contou com a participação das equipas da AAUTAD, AAUAlg, ISCPSI, AEFEUP e AEISMAI.



Com o modelo de competição, todos contra todos, as equipas da AEISMAI e AEFEUP, conseguiram ambas 3 vitórias e empataram 14-14 no jogo que disputaram entre si. Depois de garantida a passagem à Fase Final, faltava um lugar por ocupar. Duas vitórias e duas derrotas, deram à equipa algarvia, AAUAlg, a continuação na conquista do título.

A equipa da AAUTAD, com uma vitória e 3 derrotas, e o ISCPSI, com 4 derrotas, não conseguiram o apuramento directo.

Emanuel Pinheiro, do ISCPSI, revela que o nível competitivo é muito forte, “é uma prova que junta as melhores equipas e que tornam estas finais mais competitivas”. Este ano o apuramento era muito difícil, porque a sua equipa estava muito limitada. “Há falta de experiência dos jogadores, apenas um é federado e muitos só tiveram contacto com a modalidade ao entrar no instituto”, revela o jogador.

Para si, das 3 equipas que foram apuradas, a mais difícil foi a da AEISMAI. Contudo, todos os jogos lhe deram gozo porque “acabamos por conviver mais com todas as equipas”.

Já praticou andebol federado, mas agora dedica-se apenas à competição universitária, no andebol e também no voleibol. Os campeonatos universitários são sempre uma mais-valia. Permite jogar contra atletas que pela diferença de idades ou por serem de outros clubes não seria possível conhecer. Destaca que assim se consegue evoluir “pela partilha de experiências com jogadores do Algarve até ao Minho!”



Da AAUTAD, o jogador Ricardo Teixeira, apesar de não conseguir o apuramento, destaca que a fase de repescagem foi importante para dar uma última oportunidade às equipas de participarem nas fases finais: “É uma pré-final nacional!”

Para si, o último jogo contra o ISMAI foi o que lhe deu mais gozo a jogar, apesar da derrota, porque é uma equipa muito difícil. A AEFEUP é também muito forte pois tem muito bons jogadores.

Sem concretizar o objectivo de chegar à fase final, este é o seu 5º ano como jogador e provavelmente o último ano no desporto universitário.

Joga andebol na Associação Desportiva de Amarante. A diferença entre o andebol federado e o universitário dá-lhe um gosto especial. Na competição federada comenta que ganhar é tudo, o que torna o jogo menos bonito. No universitário o espírito é mesmo jogar para se divertir: “os ideais desportivos falam mais alto aqui”, afirma. Permite trocar experiências, os atletas falam entre si nos intervalos de jogo, para conhecer a universidade de cada um, a nível de actividades e desporto universitário.

e-max.it: your social media marketing partner
 

Apoios Institucionais

Governo Português
IPDJ

Patrocionador Principal

Jogos Santa Casa

Parceiros

COSMOS
CISION

Membro

FISU
EUSA
COP
CPP
CDP
CNJ
FADU

Avenida Professor Egas Moniz
Estádio Universitário de Lisboa, Pavilhão nº1
1600-190 - Lisboa

e: fadu@fadu.pt
t: (+351) 21 781 81 60
f: (+351) 21 781 81 61

Newsletters

Social

ptenfr

FADU - Todos os Direitos Reservados © 2015
Desenvolvido por Drop Agency

Este website utiliza cookies que permitem melhorar a sua navegação. Ao continuar a navegar, está a concordar com a sua utilização. O que são Cookies?