27 anos, 27 medalhas com história

 

No dia em que a FADU festeja 27 anos, recordamos a história de 27 medalhas conquistadas em Universíadas.

 

As Universíadas são a maior competição universitária mundial, reunindo em cada prova cerca de 12 mil atletas de todo o mundo. Portugal tem actualmente 32 medalhas, sendo 11 delas de ouro.

 

O ano de 2017 é ano de Universíada em Taipé e no dia em que a FADU festeja 27 anos, percorremos o caminho de 27 medalhas com história.

 

23 anos antes da FADU ser fundada, Fernando Almada conquistou em Tóquio a primeira medalha nesta competição, na modalidade de Judo. Almada foi um dos primeiros nomes do Judo nacional, tendo sido o primeiro a conquistar uma medalha num Campeonato da Europa de Júniores.

 

 

Depois da medalha de bronze de Fernando Almada foi preciso esperar 18 anos para outro português voltar a trazer uma medalha de uma Universíada. Alexandre Yokochi, um histórico da natação portuguesa e atual professor universitário nos Estados Unidos, conquistou a prata em Kobe, no Japão, no ano de 1985.

 

Apenas dois anos depois, Yokochi conquista a primeira medalha de ouro para Portugal, ao vencer a prova de 200m bruços em Zagreb, na Croácia.

 

Dez anos depois da primeira medalha de ouro e já com a FADU oficialmente constituída, em 1995, Nuno Fernandes conquista o bronze em Fukuoka no Japão, no Salto à Vara, dando inicio a uma fase de fulgor no atletismo que se prolonga praticamente até hoje. Nuno Fernandes participou nos Jogos Olímpicos de Barcelona, Atlanta e Sidney e foi o detentor do record nacional entre 1996 e 2013.

 

Em 1997, Portugal conquistou uma medalha de prata através de uma Campeã Mundial em título. Carla Sacramento conquistou o 2º lugar em Itália, dando a segunda medalha de prata de sempre a Portugal.

 

Em 1999 volta a ser o judo a estar em destaque, através de Pedro Soares, atual treinador do Sporting Clube de Portugal, que conquistou a medalha de Ouro em Palma de Maiorca.

 

 

Dois anos depois, Susana Feitor, a chefe da missão portuguesa à Universíada deste ano, conquistou a medalha de prata em Pequim, nos 20kms marcha, depois de já ter participado em 2 jogos olímpicos e participando posteriormente em outros três.

 

Em 2005, na Turquia, Naide Gomes conquista mais uma medalha de prata para o atletismo, no Salto em Comprimento, aparecendo na prova como Campeã Europeia no salto em comprimento e como campeã mundial de pentatlo em pista coberta. Neste ano, Vera Santos "renova" a medalha portuguesa nos 20kms marcha.

 

2007 marca o regresso de Portugal às medalhas de ouro, por intermédio de Jéssica Augusto, que venceu os 5000 metros na Tailândia, tendo sido 3 anos depois campeã da europa nos 10 mil metros.

 

 

Também em 2007 Portugal obtém a primeira medalha na ginástica. Luís Araújo conquistou a prata na variante do salto de cavalo.

 

O ano de 2009 marca a melhor participação portuguesa de sempre. Três medalhas de ouro e duas bronze, com a presença do campeão olímpico em título Nélson Évora, marcam até hoje o melhor desempenho português em Universíadas. Nelson Évora confirmou todo o favoritismo no triplo salto e Sara Moreira venceu nos 3 mil metros obstáculos e nos 5 mil metros. Ainda nesse ano, Ana Cachola e Sónia Tavares também saíram com medalhas de Belgrado, na Sérvia.

 

 

Em 2011 a fasquia manteve-se elevada com duas medalhas de ouro e duas medalhas de prata. Alberto Paulo nos 3000 metros e Nélson Évora novamente no triplo salto, conquistaram o ouro, com Sara Moreira a garantir a prata e com a actual campeã europeia, Patricia Mamona a conquistar também a medalha do 2º lugar.

 

Passado dois anos, foi possível manter a fasquia, novamente com duas medalhas de ouro. Fernando Pimenta, medalha de prata nos Jogos Olímpicos um ano antes, conquistou a medalha de ouro na Universiada de Kazan, nas categorias k1 1000m e k1 500m.

 

No atletismo, Marcos Chuva conquistou a medalha de bronze no salto em comprimento e André Alves no Judo.

 

 

Por fim, em 2015, duas das maiores revelações nacionais dos Jogos Olímpicos de 2016 conquistaram medalhas: Rui Bragança no taekwondo e Filipa Martins na ginástica. Ainda assim, o maior destaque vai para  a primeira medalha de ouro numa modalidade coletiva. O Andebol masculino, comandado por Rolando Freitas, conquistou a medalha de ouro, sendo o maior titulo do andebol português até ao momento.

e-max.it: your social media marketing partner

Apoios institucionais

                          

Patrocionador Principal

Jogos Santa Casa

Parceiros

CISION

Membro

EUSA
COP
CPP
CDP
CNJ
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
FADU

 

Aveiro

Avenida Santa Joana, nº 67 e 69

3810-329, Aveiro

tel: (+351) 234 421 125

 

Lisboa

Avenida Professor Egas Moniz

Estádio Universitário de Lisboa, Pavilhão nº1

1600-190, Lisboa

tel: (+351) 217 818 160

 

e.mail: fadu@fadu.pt

 

 

Newsletters

Social

ptenfr

FADU - Todos os Direitos Reservados © 2015
Desenvolvido por Drop Agency

Este website utiliza cookies que permitem melhorar a sua navegação. Ao continuar a navegar, está a concordar com a sua utilização. O que são Cookies?