1ª JC Basquetebol: AAUAv brilha em duas frentes



A cidade da Covilhã foi, mais uma vez, palco de uma prova do Desporto Universitário, desta feita, a 1ª Jornada Concentrada de Basquetebol feminino e masculino. Na competição, organizada pela Associação Académica da Universidade da Beira Interior, participaram 7 equipas masculinas e 5 femininas, que disputaram um total de 22 jogos.

No feminino, depois de 4 partidas jogadas a AAUAv foi a equipa mais forte com 4 vitórias frente à AAUAlg (60-10), a AAC (42-14), a AAUBI (50-14) e a AAUTAD (47-20).

Já a Académica de Coimbra, apesar de ter perdido com as aveirenses, venceu os jogos contra a AAUBI (41-38), a AAUTAD (30-20) e a AAUAlg (42-2).

A equipa da casa, por sua vez, conquistou duas vitórias frente às algarvias por 51-6 e às transmontanas por 30-25, tendo sido derrotada pela poderosa AAUAv e pela AAC.

A AAUTAD, nos 4 jogos que realizou, conseguiu apenas vencer a AAUAlg por uns expressivos 81-0.

A equipa algarvia está agora no fundo da tabela, tendo saído derrotada de todos as partidas.



Nesta Jornada Concentrada, no masculino, realizaram-se um total de 12 jogos, com a equipa aveirense também em destaque ao vencer as 3 partidas que teve pela frente contra a AAUE (64-22), a AAUTAD (42-14) e a AAUAlg (55-28).

Também invicta na prova ficou a equipa da AAUBI com 4 vitórias em 4 jogos.

Com 3 vitórias e uma derrota, por sua vez, ficou o coletivo de Coimbra. A equipa algarvia perdeu 3 partidas e apenas venceu o IPV por uns escassos 26-25.

Com apenas 3 jogos disputados, Évora e Vila Real estão empatadas na classificação com uma vitória e uma derrota. O Politécnico de Viseu foi a equipa que mais sofreu, com três derrotas frente à AAUAlg, AAUBI e AAC.

“Acima de tudo queremos que todos os jogos corram bem e que sejam bem disputados”



Catarina Cordeiro é capitã da equipa de Basquetebol da AAUAv e há 6 anos que participa em provas do Desporto Universitário.

Nesta competição, a equipa aveirense entrou em campo com 3 atletas novas, o que permitiu à equipa “manter a qualidade da época passada”. No entanto, a capitã relembra que ainda há “algumas jogadoras que ficaram de fora nesta fase de apuramento que podem vir a tornar o grupo ainda mais forte”.

Quanto ao novo modelo competitivo em que as equipas jogam todas contra todas, Catarina Cordeiro afirma que há aspetos positivos e negativos desta alteração. “O grande destaque positivo é termos a oportunidade de conhecer todas as equipas em prova logo na 1ª JC, no entanto o facto de a próxima prova ser em Faro pode ser prejudicial para nós por não podermos levar muitas jogadoras”, explicou.

A atleta garante que o objetivo da equipa é “conseguir o apuramento para as Fases Finais e, eventualmente, conseguir alcançar o título de Campeã Nacional Universitária”. “Mas acima de tudo queremos que todos os jogos corram bem e que sejam bem disputados, porque nesta JC notou-se algum desnível na qualidade das equipas”, afirmou a capitã.

Catarina Cordeiro acredita que a solução para esta diferença no nível competitivo pode ser corrigido com “um Campeonato Nacional único, que incluísse também as equipas do Porto e de Lisboa”.

“Aqui não temos tido grandes dificuldades nos jogos, mas a verdade é que chegamos às Fases Finais e deparamo-nos com equipas bem mais fortes”, concluiu a jogadora.
e-max.it: your social media marketing partner

Apoios institucionais

                          

Patrocionador Principal

Jogos Santa Casa

Parceiros

CISION

Membro

EUSA
COP
CPP
CDP
CNJ
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
FADU

 

Aveiro

Avenida Santa Joana, nº 67 e 69

3810-329, Aveiro

tel: (+351) 234 421 125

 

Lisboa

Avenida Professor Egas Moniz

Estádio Universitário de Lisboa, Pavilhão nº1

1600-190, Lisboa

tel: (+351) 217 818 160

 

e.mail: fadu@fadu.pt

 

 

Newsletters

Social

ptenfr

FADU - Todos os Direitos Reservados © 2015
Desenvolvido por Drop Agency

Este website utiliza cookies que permitem melhorar a sua navegação. Ao continuar a navegar, está a concordar com a sua utilização. O que são Cookies?